A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) aprimora suas estratégias de ação. Conforme publicado na edição desta quarta (14) do Diário Oficial do Distrito Federal (DODF), a Coordenação Especial de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado (Cecor) passa a se chamar Departamento de Combate à Corrupção e ao Crime Organizado (Decor). A estrutura foi criada para concentrar investigações sensíveis envolvendo a administração pública e intensificar o enfrentamento às facções criminosas.

“A unidade ganha mais independência e autonomia administrativa interna e passa a ter condições de realizar ações de maior envergadura”, pontua o diretor do Decor, delegado Leonardo Cardoso. “Além disso, como departamento, ganha mais visibilidade e respeito.”

O Decor contará em seu organograma com quatro divisões: Repressão à Corrupção, Repressão ao Crime Organizado, Repressão aos Crimes contra a Ordem Tributária e Repressão às Facções Criminosas.  Operam ainda as seções de Inteligência Policial, Análise Financeira, Operações Técnicas e Controle e Guarda de Bens Apreendidos.

Ao todo, 90 policiais civis, entre delegados, agentes e escrivães, farão parte do novo departamento. A nova estrutura segue as diretrizes do Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), que pretende criar departamentos semelhantes nas polícias civis dos 26 estados brasileiros.

AGÊNCIA BRASÍLIA * | EDIÇÃO: CHICO NETO

Com informações da Secretaria de Segurança Pública

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Solve : *
12 + 4 =