O Governo do Distrito Federal promove a distribuição de Kits com 21 itens de primeira necessidade para os recém-nascidos em situação de vulnerabilidade e garante um dos direitos básicos do ser humano: o de se vestir. As famílias beneficiadas pelo Bolsa Maternidade ganham ainda um auxílio de R$ 200 por criança após o parto. Até agora, 882 bolsas foram distribuídas no DF. Outras 1,5 mil famílias já se inscreveram para receber o benefício quando o bebê nascer.

A secretária de Desenvolvimento Social, Mayara Noronha, destaca a importância do benefício:

“O Bolsa Maternidade é um benefício que leva dignidade tanto para a mãe, quanto pra família, quanto pro bebê. É um benefício mais do que necessário para as mães que estão em situação de vulnerabilidade. Que não tem condições de comprar um enxoval para os primeiros momentos de vida de um bebê”

Beneficiada pelo projeto, a nova mamãe Stephany Viega conta o que encontrou dentro do enxoval:

“É um acolhimento muito bom. Tem toalha, têm cueiros, tem pomada de assadura, frauda, tem meia… Tem muita coisa que não pode espera. É uma ajuda imediata”

Podem aderir ao Bolsa Maternidade as famílias em situação de rua ou com renda per capita inferior a meio salário mínimo inscritas no programa Criança Feliz Brasiliense.

O benefício pode ser solicitado assim que a gravidez for confirmada ou até 30 depois do nascimento. A retirada do kit pode ser feita logo após o parto no CRAS ou em outras unidades de assistência social do DF.

Para mais informações, acesse o site da Agência Brasília.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Solve : *
16 − 8 =