Junto com as demissões, empresa está considerando medidas adicionais para manter suas finanças em dia, entre elas reduzir investimentos em conteúdo de cinema e TV

De acordo com um relatório publicado pela Variety, a Disney planeja demitir cerca de 32 mil funcionários, a maioria deles ligada aos parques temáticos da empresa. As demissões devem acontecer ainda no primeiro semestre de 2021, e resultam do impacto da pandemia de Covid-19 nos negócios da empresa.

Em setembro deste ano, a Disney já havia anunciado a demissão de 28 mil funcionários. O que o novo relatório mostra é que esse número subiu em 4 mil pessoas. Junto com as demissões, a Disney diz que está considerando medidas adicionais para manter suas finanças em dia, entre elas reduzir os investimentos em conteúdo de cinema e TV, interromper os gastos de capital e liberar mais funcionários. Atualmente, 37 mil funcionários da empresa estão em licença desde 03 de outubro.

O anúncio das demissões vem depois de um ano difícil para os negócios da Disney, especialmente para os seus parques temáticos duramente afetados pela pandemia. Embora a Disney World, na Flórida, esteja funcionando seguindo as devidas restrições de higiene e segurança, a Disneyland California está fechada desde março e sem previsão de quando será reaberto.

Além dos problemas com os parques temáticos, a Disney também teve que lidar com adiamentos e alterações nos planos de lançamento para vários de seus conteúdos cinematográficos, o que levou a empresa a registrar perdas trimestrais este ano.

Fonte: FI

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Solve : *
21 ⁄ 7 =