A Campanha Dezembro Vermelho marca a luta pela conscientização e combate ao HIV e à Aids. No Distrito Federal, as Unidades Básica de Saúde intensificaram os trabalhos de prevenção, detecção e diagnóstico das doenças.

O secretário de Saúde, Osnei Okumoto, destacou a importância da ação.

“Na última semana de novembro, destacamos aqui, no DF, a Semana Distrital de Prevenção às IST, as Infecções Sexualmente Transmissíveis. O diagnóstico e tratamento adequado permitem que as pessoas não fiquem doentes. Temos uma grande facilidade hoje na nossa rede, fazemos testes rápidos e oferecemos coquetéis para os pacientes que estão positivos. A Aids não tem cura, mas é controlada sem perder a qualidade de vida dos pacientes”.

Osnei Okumoto também explicou como funciona o processo de testagem e de acompanhamento dos pacientes positivos na rede pública de saúde.

“É interessante que a gente possa dizer que, quando a realização do teste numa unidade de saúde der positivo, os pacientes são encaminhados para o Serviço de Atendimento Especializados, que estão em oito aqui, no DF. Além do diagnóstico e tratamento, são ofertados também preservativos para que as pessoas possam se proteger. Os atendimentos, além de humanizados, oferecem as condições de acompanhamento por parte de toda a rede com assistentes sociais, com psicólogos, médicos e enfermeiros. Se você teve contato ou exposição duvidosa, tire o peso da dúvida e realize os testes numa unidade básica de saúde”.

De acordo com boletim epidemiológico divulgado no início de dezembro, no ano de 2019, foram detectados 752 casos de HIV, um aumento de 7,2% em relação a 2018, quando se registraram 701. Quanto à Aids, foram diagnosticados 294 casos, quase 3% a mais que em 2018, quando esse quantitativo foi de 286.

Ainda segundo o Boletim, 92% das pessoas em tratamento com medicamentos antirretrovirais apresentaram carga viral indetectável. Essa situação apresenta um indicativo de que, apesar do aumento da infecção pelo vírus HIV, a adesão ao tratamento também pode ter aumentado, o que reflete também na redução do número de doentes com Aids.

Para mais informações, acesse o site da Agência Brasília.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Solve : *
25 − 19 =