Brasiliense Vinícius Rossignoli, ex-MasterChef, prepara volta à TV

Após ouvir e aprender muito com os jurados Erick Jacquin, Paola Carosella e Henrique Fogaça, o brasiliense Vinícius Rossignolli segue colocando os ensinamentos em prática. Nos próximos meses, o representante da Capital na temporada 2018 do MasterChef Brasil pretende lançar um novo projeto novo. Atualmente, o cozinheiro está em conversas com a Band para colocar no ar um programa de gastronomia, onde a ênfase vai ser nas iguarias do Cerrado.

“Estamos com conversas avançadas e o objetivo do projeto é mostrar a riqueza desse bioma e como ele pode proporcionar experiências gastronômicas únicas”, revela o chef.

Vale destacar que essa não é a primeira experiência de Vinícius com na telinha. No ano passado, ele comandou o Programa Sabores, na TV Brasília. O semanal teve uma importância tão grande na carreira do cozinheiro, que chegou a lhe render o Prêmio Novo Olhar para o Turismo, da Secretária de Turismo do Governo do Distrito Federal. “Era uma forma de reconhecer profissionais que atuaram no desenvolvimento do turismo local”, explica. Nos episódios, ele visitava parques do DF e mostrava curiosidades gastronômicas. Ele venceu em categoria a qual concorria com personalidades como o empresário Paulo Octávio e o presidente do BRB, Paulo Henrique Costa, entre outros.

Outro objetivo para breve é montar o próprio restaurante. “Eu não penso em sair de Brasília. Pelo contrário, quero fazer com que as pessoas de fora venham para cá por meio da gastronomia”, destaca o chef Vinícius.

Publicitário de formação, com pós-graduação em gestão de negócios, o guaraense de 34 anos viu a vida dar um giro completo quando entrou para o MasterChef Brasil, em 2018. Após o programa, ele percebeu que tinha um dom especial. De acordo com ele, o foco deixou de ser fazer comida. “A comida é o caminho, o instrumento. Meu foco é fazer pessoas felizes”, enfatiza.

Ainda falando sobre os projetos para 2021. Rossignolli pretende divulgar o Cerrado local e internacionalmente. “Quero levar esse sabor para outros paladares, mas preciso primeiro ensinar o valor desse bioma para nossa gente. Nem nós conhecemos o Cerrado profundamente”, conta. A previsão é a criação de um laboratório para pesquisas sobre os frutos, o lançamento de novas linhas de produtos e muito mais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Solve : *
19 × 30 =