Formulário de cadastro estará disponível na terça-feira (19), no site do Instituto Brasília Ambiental. Meta é atender cerca de 1,5 mil animais

Procedimentos oferecidos na unidade móvel do Hvep são castração, vacinação e vermifugação | Foto: Divulgação/Brasília Ambiental

O Instituto Brasília Ambiental inicia, na próxima terça-feira (19), as inscrições do cadastramento para castração, vacinação e vermifugação de cães e gatos. Os atendimentos serão prestados na unidade móvel do Hospital Veterinário Público (Hvep) instalada no Parque Ecológico Sucupira, em Planaltina. A iniciativa é uma parceria da autarquia com a Associação Nacional dos Clínicos Veterinários de Pequenos Animais (Anclivepa) e vai atender 1.470 animais, somente do Distrito Federal.

1.470animais do DF serão contemplados pela iniciativa

Confira as regras para o cadastro.

Analista de atividades do meio ambiente do instituto, o biólogo Rodrigo Santos explica que as campanhas de castração representam uma grande conquista para o órgão. “A expectativa é seguir fazendo um bom trabalho para que a ação reverbere e mais pessoas possam ser atendidas”, aponta.

De acordo com o cronograma, os interessados devem preencher o formulário on-line que estará disponível às 10h do dia 19 no site do Brasília Ambiental. Serão oferecidas duas vagas por tutor, e cada animal terá direito aos três atendimentos. O resultado com a data da cirurgia dos selecionados será divulgado na plataforma até o dia 25 deste mês. Já as informações sobre data de vacinação e vermifugação serão repassadas no dia da castração.

Para quem não conseguir fazer o primeiro cadastro, o Brasília Ambiental disponibilizará, no dia 20 (quinta-feira), às 10h, uma lista de espera com 300 vagas. Os tutores cadastrados nessa etapa somente serão chamados em caso de desistência ou faltas do cadastro inicial. A lista de espera será divulgada simultaneamente ao o resultado da campanha de cadastro, e a chamada obedecerá à ordem de preenchimento do formulário on-line.

Para organizações não governamentais (ONGs) e protetores de animais independentes, serão oferecidas 470 vagas. O formulário específico para quem se enquadra nesses requisitos estará disponível no dia 26, às 10h, também no site do Brasília Ambiental. A divulgação do resultado dos contemplados será feita no site até 10 de fevereiro. Consulte  as regras para participação nesse cadastro.

Comunidade rural 

A primeira etapa da campanha foi aberta no início deste mês, com o atendimento exclusivo aos moradores da comunidade rural próxima à Estação Ecológica de Águas Emendadas (Esecae). Ao todo, foram cadastrados 330 animais da região, em cirurgias que começaram nesta quarta-feira (13), viabilizadas com recursos de emenda parlamentar do deputado distrital Daniel Donizet.

Inédita na região, a operação foi direcionada aos moradores da área rural visando também à conservação ambiental. “Essa ação específica vai ao encontro das medidas que visam mitigar o impacto de espécies exóticas invasoras na unidade de conservação”, explica Rodrigo Santos. “Não é a solução, mas é um primeiro passo muito positivo”, explica Rodrigo Santos.

“Espero que aconteçam mais campanhas como essa, que é muito importante para a saúde animal e ajuda os tutores que não têm condição financeira de arcar com os gastos”, elogiou a estudante Gabriela Martins, tutora do cão Apolo e da cadela Zayra, que foram atendidos na unidade móvel do Hvep.

“A ação é fundamental para a saúde dos animais e controle populacional, reduzindo o número de animais abandonados pelas ruas do DF”, defendeu Ruan Felipe Silva, voluntário da ONG Arca de Noé.

Com informações do Brasília Ambiental

AGÊNCIA BRASÍLIA * | EDIÇÃO: CHICO NETO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Solve : *
28 × 27 =