Marcius Melhem apresenta dezenas de mensagens de áudio e texto que comprovariam, segundo ele, a intimidade entre os dois entre 2017 e meados de 2019.

A ação tenta demonstrar que o tratamento de Calabresa a Melhem “é absolutamente incompatível com aquele esperado de uma sedizente vítima de assédio”, diz Marcello de Camargo Teixeira Panella, advogado do ator no texto.

“O tom jocoso e íntimo era constante no tratamento entre ambos. Entre autor e ré eram comuns as brincadeiras, inclusive de natureza sexual. Mas nada aí havia de constrangedor, abusivo ou imposto”, afirma a ação.

Melhem pede uma indenização de R$ 200 mil e cobra o ressarcimento do custo de todo o tratamento psiquiátrico/psicoterápico que fez em 2020, no valor de R$ 46.400,00, por causa do “grave sofrimento moral e psíquico” sofrido, assim como uma retratação pública de Calabresa.

Justificando a inclusão de áudios e mensagens íntimas na ação, o advogado de Melhem diz que a transcrição das conversas “não é gratuita e nem tem qualquer propósito midiático, como as informações que vêm sendo transmitidas pela imprensa a respeito do caso”. Segundo ele, “justifica-se e faz-se necessária para o fim de se restabelecer a verdade dos fatos e demonstrar a tônica que regia o relacionamento” dos dois.

Em 17 de dezembro 2020, as advogadas que representam Calabresa e outras funcionárias da Globo entraram com pedido de investigação de Melhem no Ministério Público. Elas prometeram entrar também com um processo criminal contra o ator pelo fato de ele ter divulgado áudios de uma conversa com Calabresa e um pedido de indenização por danos morais à atriz.

Por: Junim 10B

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Solve : *
26 + 16 =