Ele deixou a banda em 2013. Família diz que ele morreu pacificamente enquanto dormia, mas não divulgou a causa.

Joey Jordison, um dos fundadores da banda de metal Slipknot e ex-baterista do grupo, morreu nesta terça-feira (27) aos 46 anos. Ele também foi o guitarrista da Murderdolls e atualmente integrava a Sinsaenum na bateria.

De acordo com o site Deadline, a família divulgou um comunicado no qual afirma que ele morreu de forma pacífica enquanto dormia, mas não informou a causa.

“A morte de Joey nos deixou com os corações vazios e sentimentos de luto indescritível”, diz o comunicado.

Joey Jordison — Foto: Divulgação

Joey Jordison — Foto: Divulgação

“Àqueles que conheciam o Joey, entendiam sua sagacidade rápida, sua personalidade gentil, seu coração gigante e seu amor por tudo relacionado à família e à música. A família de Joey pede que amigos, fãs e a mídia respeitem nossa necessidade de privacidade e paz neste momento incrivelmente difícil.”

Seu grupo atual, a Sinsaenum, também lamentou a morte. “Destruídos além das palavras. Te amamos para sempre, irmão”, escreveu a banda no Instagram.

O Slipknot não escreveu sobre a morte, mas mudou as imagens de perfil em diferentes redes sociais para um quadro preto. Também publicou imagens em preto sem legendas. Integrantes como o vocalista Corey Taylor e o líder da banda, Shawn Crahan, fizeram o mesmo.

Nascido Nathan Jonas Jordison no estado americano do Iowa em 1975, Joey tocou em uma série de grupos até se juntar aos The Pale Ones em 1995.

A banda mudaria o nome e se tornaria conhecida como o Slipknot, com quem ele gravaria diversos discos e ficaria até 2013.

Na época, a saída foi justificada por “motivos pessoais”. Alguns anos depois, ele revelou que deixou os companheiros por causa de uma doença neurológica, mielite transversa, que comprometeu o uso de suas pernas.

Celebrado baterista, Joey era conhecido por longos solos durante as apresentações. Ele inclusive chegou a usar uma plataforma na qual tocava de cabeça para baixo.

“Descanse em paz, irmão”, escreveu o Metallica em sua conta no Instagram, junto de uma foto do show em que Jordison tocou com o grupo.

Em entrevista em maio, Crahan contou que em 2004 o baterista do Metallica, Lars Ulrich, teve uma crise de ansiedade e não conseguiu subir ao palco. Por isso, foi substituído na ocasião por Joey e por Dave Lombardo, do Slayer.

Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Solve : *
16 + 29 =