Organizada em parceria com o Comando Militar do Planalto, exposição também será apresentada no Riacho Fundo II

Pela primeira vez na história, a tradicional exposição sobre a guarda especial da Presidência da República é apresentada fora da área militar de Brasília. A tradição do 1º Regimento de Cavalaria de Guarda, vinculado ao Comando Militar do Planalto, é o tema da exposição Dragões, Tradição e História, que integra as comemorações do Setembro Cívico pela Secretaria de Turismo (Setur), em parceria com a corporação.

Inaugurada na terça-feira (14), a mostra apresenta objetos da Guarda Presidencial dos Dragões da Independência que ficarão expostos para visitação pública na Casa de Chá, na Praça dos Três Poderes, até o dia 20 deste mês. A exposição traz a moradores e turistas a oportunidade de conhecer a história da mais tradicional unidade de Cavalaria do Exército Brasileiro e sua participação nos momentos históricos da nação.

Trajes, objetos e diversos itens da Cavalaria Brasileira podem ser vistos de perto pelo público | Foto: Renato Braga/Setur

A abertura da mostra contou com a apresentação da Fanfarra dos Dragões, uma das mais antigas bandas militares do país – a formação original foi criada há 211 anos. “A Fanfarra é composta por 93 músicos, e hoje apresentamos aqui apenas uma fração, mas para todos nós é uma honra essa integração entre militares e civis, e a Secretaria de Turismo tem um papel importante na divulgação deste trabalho”, declarou o subtenente Damião Queiroz, integrante da formação musical.

Representando o coronel Sandro Silva, o major Augusto Vieira Miranda, do 1° Regimento de Cavalaria de Guardas, destacou: “Ficamos muito honrados em fazer parte dessas comemorações do Setembro Cívico e agradecemos a oportunidade de apresentar um pouco da tradição do regimento, que é o mais antigo da Cavalaria Brasileira, sobretudo nesse formato, que possibilita que a população consiga conhecer um pouco mais da nossa tradição.”

Autoridades, moradores e turistas participaram da cerimônia de abertura da exposição e puderam conhecer os objetos utilizados pelos militares. “Esta brilhante solenidade resgata a nossa história e reforça que estamos sempre firmes e alinhados com o governador Ibaneis Rocha e o vice-governador Paco Britto para fazermos juntos muito mais por Brasília”, pontuou o secretário de Projetos Especiais, Roberto Andrade, durante a abertura do evento.

Setembro Cívico

“Reforço o nosso compromisso de levar o turismo cívico-pedagógico para todos os lugares do Brasil e trazer os jovens para conhecer a capital”Vanessa Mendonça, secretária de Turismo

A Lei nº 6.822, de 5 de abril deste ano, destina o mês de setembro, no calendário oficial, às comemorações da Independência do Brasil. A medida fortalece o turismo cívico de Brasília, única cidade com essa prerrogativa em lei.

“Precisamos ter orgulho do nosso hino, orgulho de Brasília, do nosso país, orgulho da nossa bandeira, e acreditar que nós temos sim a capacidade de fazer hoje a grande diferença de que precisamos”, ressaltou a secretária de Turismo, Vanessa Mendonça.

“Eu me orgulho de ver esse trabalho incrível realizado pelos Dragões da Independência sendo exposto aqui, neste lindo espaço que é a Casa de Chá, e que foi recuperado em nossa gestão. Reforço o nosso compromisso de levar o turismo cívico-pedagógico para todos os lugares do Brasil e trazer os jovens do Brasil inteiro para conhecer a capital”, acrescentou.

Representante do vice-governador Paco Brito, o chefe de gabinete da Vice-Governadoria, Paulo Cesar Chaves, ressaltou: “A maior e mais tradicional unidade de cavalaria do Exército Brasileiro, que encanta crianças, jovens e adultos nos seus desfiles cívicos e na Guarda Presidencial, traz contribuições, uniformes e outras curiosidades que, tenho certeza, serão enriquecedoras e muito atrativas.”

O casal de turistas paranaenses Mirna e Denilson de Almeida presenciou a abertura da mostra. “Estar na capital do país e ver tudo isso de perto, coisa que só víamos na televisão, é muito emocionante”, disse Mirna. Denilson reforçou: “Ver todo esse material exposto aqui, ouvir a banda tocar, me fez lembrar da infância. Na escola, ouvíamos o Hino [Nacional, existia a Semana da Pátria, onde a gente marchava em praça pública, e existia uma consideração pela pátria maior do que hoje em dia.”

A exposição

O visitante terá a oportunidade de conhecer um pouco mais dos elementos que compõem os uniformes e seus significados. Um exemplo são as cores dos penachos utilizados nos capacetes: o penacho branco é de uso exclusivo do comandante, enquanto o amarelo é usado pelos oficiais, o vermelho adorna as cabeças dos praças e o verde destaca os integrantes da fanfarra.

História dos Dragões da Independência retratada em exposição

Entre os objetos expostos, o visitante poderá contemplar, entre diversos itens, trajes históricos, uniformes para uso em operações de garantia da lei e da ordem, capacetes, escudos, selas, charrete, banners com informações gerais e TV com exposição de vídeos.

Entre os dias 24 e 30, a mostra estará na Administração Regional do Riacho Fundo II. “Acho que será de grande valor para a comunidade, e nós estamos aguardando essa exposição de braços abertos”, comemora o diretor de Articulação da administração da cidade, Nemias Carvalho.

FONTE: Agencia Brasilia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Solve : *
23 ⁄ 1 =