Primeira obra da escritora brasiliense Marília Mangueira, a publicação reúne textos confessionais  sobre o feminino, a arte, e foi contemplada pelo Fundo de Apoio à Cultura – FAC na categoria  publicação de teatro 

Uma obra confessional. Despida de pudores, julgamentos ou quaisquer manobras utilizadas por nós  para esconder fragilidades, a autora Marília Mangueira, em seu primeiro livro intitulado “A Ostra e o  Teatro”, entrega tudo de si e deixa as cicatrizes à mostra, algumas delas, ainda em processo de cura.  Contemplada pelo Fundo de Apoio à Cultura – FAC, da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do DF, na categoria publicação de teatro, a escritora,  que também é atriz, relata em seu trabalho de estreia fragmentos de três décadas de vida entre  recortes de lembranças, diálogos e revelações. O lançamento acontecerá no Gama, Guará II e Riacho  Fundo I, nos dias 8, 9 e 10 de outubro, respectivamente, das 18h às 21h.

Fonte: Redação

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Solve : *
15 × 22 =