A cada competição, Henrique Avancini vem alcançando resultados históricos para o Brasil, com a dupla vitória na segunda etapa da Copa do Mundo, onde venceu a prova de Short Track (XCC) e também conquistou a medalha de ouro inédita no Cross Country Olímpico (XCO), se tornando o segundo atleta do circuito internacional a conquistar a dobradinha. Depois Avancini terminou em décimo no Campeonato Mundial disputado em Leogang – Áustria.

“Foi um dia duro no Campeonato Mundial 2020. Acredito que gerenciei bem a corrida com as piores condições possíveis pra mim. Após quase ir pro chão na largada, escalei o pelotão e me mantive em contato com a briga pelas medalhas até o final da penúltima volta, quando furei o pneu traseiro muito longe da tech zone, perdendo muito tempo e energia. No final, cruzei na 10ª colocação e mesmo sem ser um grande dia, foi de evolução”, comentou Avancini, sobre a corrida de Leogang – Áustria.

Com as conquistas, Henrique Avancini aparece na primeira colocação do ranking UCI, com 1.945 pontos, deixando o suíço Nino Schurter na segunda posição com 1.799 pontos e o holandês Vader Milan em terceiro com 1.281 pontos.

“Durante anos me perguntei se realmente buscar alguma coisa com tanto afinco valeria a pena. Não importa onde, qual ou quando for a corrida, eu vou largar pra brigar pela vitória. Essa postura, hoje, recebe sua recompensa máxima, que é o topo do ranking UCI”, destacou.

Por Junim10B – NA TRILHA CERTA.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Solve : *
17 × 3 =