Proibido desde 1991, longa passará no Canal Brasil, à 0h30 do dia 12 de fevereiro

O Canal Brasil vai transmitir na madrugada de quinta-feira (11) para sexta-feira (12), o polêmico filme “Amor Estranho Amor”, que traz Xuxa Meneghel interpretando uma prostituta que faz sexo com um menino de 12 anos. É a primeira exibição na TV da obra, que ficou fora de circulação por muito tempo, já que a apresentadora conseguiu barrá-lo na Justiça. Em 2018, porém, ela desistiu da ação.
O longa de 1982, que tem nomes como Tarcísio Meira, Vera Fischer e Mauro Mendonça no elenco, será transmitido no início da madrugada de sexta, às 0h30, dentro da Mostra Walter Hugo Khouri, com outros filmes do diretor. Na trama, Xuxa tem um papel de coadjuvante: sua personagem, Tamara, é uma adolescente vítima de exploração sexual.
Na época das filmagens, Xuxa ainda não era a “Rainha dos Baixinhos”. A então modelo de 18 anos acabou sendo convencida por seu namorado na época, Pelé, a participar da produção, sem saber como o trabalho repercutiria em sua futura carreira de apresentadora infantil.

Elenco. Com Tarcísio Meira e Vera Fisher, que era coprodutora

“Eu sou criticada sobre o que eu fiz ou não fiz. E não importa o que eu venha a fazer de bom, vão lembrar das coisas ruins. Fico chateada quando falam do filme que fiz quando tinha 18 anos. Eu queria deixar claro: não transei com um menino e não fui vendida para um prostíbulo. Minha personagem foi vendida para um prostíbulo, coisa que acontece hoje em dia. Aquilo é ficção, mas é a realidade de muita gente hoje em dia”, declarou à coluna de Patrícia Kogut, do jornal “O Globo”.
Amor Estranho Amor, acompanha a trajetória de Hugo, homem que, na meia-idade, se lembra quando era garoto, em 1937, e foi deixado diante de um bordel de luxo, onde a mãe trabalhava e era amante de um influente político paulista. Lá, ele convive com garotas de programa como a jovem Tamara, que teve sua falsa virgindade leiloada entre os frequentadores e que inicia Hugo nos prazeres do sexo.
Foto: Trecho em que Tamara (Xuxa) transa com Hugo (Marcelo Ribeiro) de apenas 12 anos.

O Canal Brasil comprou os direitos de exibição no final do ano passado, quando o longa foi oferecido pelo produtor Anibal Massaini. “Eu, que era coprodutora, e o Massaini sentimos no bolso o efeito da proibição”, disse Vera Fischer ao programa Cinejornal, do Canal Brasil, em novembro. “Tinha um elenco enorme. Pena que o público só viu por um tempo. Ele entrou em cartaz nos cinemas, fez ótimo público, mas saiu de circulação.”

Por: Junim 10B

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Solve : *
30 ⁄ 30 =