Henrique Avancini conquistou um grande resultado ao derrotar no sprint final o campeão olímpico Nino Schurter pra vencer a prova Internazionali d’Italia, em Capoliveri.

“Foi uma grande vitória na primeira corrida do ano. Consegui espremer bastante do meu corpo. Cheguei apenas ontem depois de uma viagem bastante longa com fuso horário e tudo mais. Foi uma grande batalha contra Nino Schurter e Maxime Marotte e no final consegui segurar essa vitória. Hoje eu tirei bastante motivação de toda a galera que eu recebo do Brasil. Vamos em frente que a temporada ainda é longa”, afirmou o ciclista depois da prova.

Nino Schurter deu o tom na primeira parte da prova, mas sempre tendo Henrique Avancini em sua cola. Apesar de ter chegado em cima da hora para a prova, o brasileiro conseguiu pedalar no ritmo do principal rival e se manter na briga pela vitória até o final.

No final da sexta volta, no entanto, Nino Schuerter deu uma nova puxada e foi acompanhado apenas por Henrique Avancini e Maxime Marotte. Os três travaram uma disputa pedalada a pedalada pela vitória. Faltando meia volta para o final, eles estavam praticamente unidos, embora o suíço se mantivesse sempre na ponta. Nos metros finais, no entanto, o brasileiro foi mais rápido no sprint para conquistar a vitória.

Classificação final

  1. Henrique Avancini (BRA)
  2. Nino Schurter (SUI)
  3. Maxime Marotte (FRA)
  4. Luca Braidot (ITA)
  5. Vlad Dascalu (ROM)
  6. Andri Frischknecht (ALE)
  7. Jonas Lindberg (DIN)
  8. Mirko tabacchi (ITA)
  9. Gioele Bertolini (ITA)
  10. Matthias Stirnemann (SUI)

Leilão de Sapatilhas 
Em maio, nas etapas da Alemanha e República Tcheca da Copa do Mundo, Henrique vai usar dois pares de sapatilhas personalizadas. O leilão será nesse site. Uma delas será leiloada em um site na internet e o dinheiro do leilão irá para o “Projeto Salvação Para a Amazônia”, uma iniciativa que cruza o norte do Brasil de barco, oferecendo assistência médica e odontológica para ribeirinhos.

Henrique com as sapatilhas que serão leiloadas. — Foto: Reprodução Internet

“Vale guardar como objeto de arte. É o retrato de duas araras que se completam, tem alusão aos rios da Amazônia. Eu também vou dar um lance”, brincou o ciclista.

Por: Junim 10B – NA TRILHA CERTA

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Solve : *
7 × 5 =