Medina faz uma final perfeita com aéreos, bate o americano Conner Coffin e leva primeiro troféu na temporada.

O brasileiro derrotou o americano Conner Coffin na final e garantiu o triunfo na disputa, que invadiu a madrugada desta terça-feira (horário de Brasília). E por pouco o Brasil não teve uma dobradinha, pois Tatiana Weston-Webb perdeu na final para a americana Caroline Marks e ficou com o vice.

O bicampeão mundial já havia garantido o topo da lista ao se classificar para as quartas de final. Nesta segunda, passou por Morgan Cibilic e Frederico Morais. O show, porém, foi justamente na final. Com dois aéreos, ignorou qualquer chance de queda diante de Coffin.

– Eu me sinto muito bem, ainda bem que as ondas apareceram na final – disse Medina, que dedicou a vitória à mulher, Yasmin Brunet.

Gabriel Medina enfileirou aéreos até o título — Foto: Matt Dunbar/World Surf League via Getty Images
Gabriel Medina enfileirou aéreos até o título — Foto: Matt Dunbar/World Surf League via Getty Images

Em sua primeira boa onda, brilhou com um aéreo e arrancou um 9,27 dos juízes. Pouco depois, foi além com mais um aéreo e somou 9,50, na maior nota do campeonato. O americano não teve mais como reagir. Medina ainda somou mais um 8,67. No fim, vitória por 18,77 a 14,10.

Fonte: G1

Por: Junim 10B

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Solve : *
20 ⁄ 10 =