Windows 365 pode ser executado online em computadores, tablets e celulares sem consumir espaço nos dispositivos, e é focado facilitar o trabalho remoto

A Microsoft anunciou nesta quarta-feira (13) o Windows 365, um serviço por assinatura que permite fazer streaming de PCs em nuvem. Em resumo, você pode acessar uma versão do Windows 10 ou Windows 11 (quando disponível) por meio de um app ou navegador web, a partir de computadores, tablets ou celulares. O foco principal é em produtividade — a Microsoft está apostando no serviço agora que cada vez mais empresas adotam o trabalho remoto.

Windows 365 (Imagem: Divulgação/Microsoft)

Windows 365 (Imagem: Divulgação/Microsoft)

O Windows 365 tem uma lógica semelhante à do Office 365, que oferece acesso a programas como Word e Excel online. De acordo com a Microsoft, seu serviço de PCs em nuvem foi baseado no Azure Virtual Desktop, e pode ser acessado por navegadores ou pelo aplicativo Remote Desktop, por Macs, iPads, máquinas com Linux e dispositivos com Android.

Wangui McKelvey, gerente geral do Microsoft 365 explica que o novo Windows oferece experiência de inicialização instantânea: “Você pode continuar de onde parou, porque o estado do seu PC na nuvem permanece o mesmo, mesmo quando você troca de dispositivo”.

Windows 365 (Imagem: Divulgação/Microsoft)

Windows 365 (Imagem: Divulgação/Microsoft)

Windows 365, o Cloud PC da Microsoft, com um ar familiar

Máquinas virtuais em nuvem não são exatamente uma novidade, é claro, mas a nova categoria da Microsoft é pensada em empresas de todos os tamanhos, e tem o objetivo de executar um PC completo na nuvem sem a necessidade de contratar alguém especializado em virtualização para fazer a engrenagem rodar.

Para isso, a companhia afirma que trata-se de um sistema fácil de configurar e gerenciar, com todos os aplicativos do Windows que já são familiares para tantas pessoas.

Windows 365 (Imagem: Divulgação/Microsoft)

Windows 365 (Imagem: Divulgação/Microsoft)

Os preços devem variar de acordo com o tamanho da instalação, e serão pagos em forma de assinatura, da mesma forma que você faz com a Netflix ou Spotify. É possível escolher até oito CPUs, armazenamento de até 512 GB, memória RAM de até 32 GB e o número de dispositivos que poderão usar a mesma conta. Inicialmente, há dois SKUs: Business e Enterprise.

O Windows 365 será lançado em 2 de agosto apenas para empresas nos Estados Unidos, com valor de assinatura mensal por usuário ainda não divulgado. A data de lançamento no Brasil ainda não foi definida.

Fonte: Tecnoblog

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Solve : *
11 − 9 =