Suspeita de pirâmide financeira que levou à prisão do ‘Faraó dos Bitcoins’, com consequente bloqueio econômico da firma, começa a afetar investidores que deveriam receber os dividendos

BRASÍLIA, 29 DE SETEMBRO DE 2021 – Uma empresa que cumpria religiosamente seus compromissos com os investidores, mas que, em alguns dias, completa seu primeiro mês de atraso com os clientes. Essa é a G.A.S Consultoria e Tecnologia, firma carioca voltada ao trabalho com mercado financeiro, mais especificamente, com Bitcoins. Apesar de ter sede no litoral do Rio de Janeiro, o negócio abrangeu praticamente todos os estados brasileiros, entre eles, o Distrito Federal, onde estima-se que centenas de pessoas podem ser prejudicadas.

Recentemente, a Polícia Federal indiciou o ex-garçom Glaidson Acácio dos Santos, dono da G.A.S Consultoria e conhecido como Faraó dos Bitcoins, e mais 21 pessoas. O grupo é acusado de crime contra o sistema financeiro nacional, lavagem de dinheiro e gestão temerária ou fraudulenta, relacionada à prática de pirâmide financeira. Uma das consequências disso foi o bloqueio dos bens pedido pelo Ministério Público da União (MPU), um fato que começa a afetar diretamente os investidores, pois os pagamentos referentes a setembro deixaram de ser feitos e, os de outubro, vão pelo mesmo caminho.

“Acreditamos que servidores federais, do Governo do Distrito Federal e das polícias, bem como empresários locais sejam prejudicados nos próximos dias”, projeta a advogada Luana Lima do escritório de advocacia Lima Ferreira Advogados, que atua há mais de 10 anos em causas relacionadas a transações financeiras e investimentos bancários em todo o Brasil.

De acordo com a especialista, pelo fato de muitos clientes terem recebimentos agendados para outubro, o reflexo ainda não foi tão grande até o momento, mas a tendência é que mais e mais prejudicados se pronunciem. “O site reclameaqui.com já começa a registrar as primeiras denúncias de pessoas afetadas pela falta de pagamento. Há registros de quem tenha investido R$ 30 mil, por exemplo”, comenta.

Na opinião de Luana Lima, aqueles que ingressarem com ação de imediato têm maior probabilidade de reaverem seu dinheiro. Segundo a advogada, o próprio contrato firmado junto à G.A.S já prevê a possibilidade de rescisão em casos de inadimplência ou alguma informação de grande relevância que desabone a empresa. “Ambos os casos estão ocorrendo”, lembra e finaliza: “se voltar a pagar corretamente, é muito simples, basta retirar o processo”.

Site ajuda a quem perdeu dinheiro
A partir de quarta-feira (29) entra no ar o portal Recupereseuinvestimento.com.br. A plataforma orienta e encaminha, gratuitamente, cidadãos que tiveram problemas econômicos relacionados a aplicações no mercado financeiro.

O site também tem o objetivo de ensinar pessoas leigas que querem ingressar nesse mercado a tomarem as atitudes certas antes de se aventurarem em qualquer situação que pareça ser uma boa oportunidade, mas, depois, se mostre uma verdadeira furada.

De forma gratuita, é possível conversar com profissionais da área e ter as devidas orientações antes de dar o primeiro passo em busca da tão sonhada independência financeira prometida pelo mercado de investimentos.

G.A.S Consultoria e Tecnologia
Durante muito tempo a G.A.S Consultoria e Tecnologia prometia 10% de lucro ao mês. E, pelo mesmo período, cumpriu com suas obrigações. Porém, o poder púbico suspeitou da possibilidade de várias irregularidades. Estima-se que, pelo menos, 40 mil pessoas sejam lesadas nos próximos dias em todo o Brasil por conta dos mais de R$ 37 bilhões bloqueados pelo MPU.

As investigações que apontaram Glaidson e seus cúmplices começaram no dia 28 de abril, quando agentes da Polícia Federal apreenderam R$ 7 milhões dentro de um helicóptero em Armação dos Búzios, cidade da Região dos Lagos, com destino a São Paulo. O dinheiro estava dentro da aeronave com Glaidson e Mirelis, que embarcavam com três malas, onde o dinheiro foi encontrado.

Fonte: Redação

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Solve : *
8 − 1 =