Produto é comercializado nos Estados Unidos desde 2016; tecnologia mesh promete conexão rápida, confiável e com cobertura para a casa toda

Começa a ser vendido a partir desta quinta-feira (14) no Brasil o Google Wifi, o roteador de internet da gigante americana de tecnologia. O produto, que é comercializado nos Estados Unidos desde 2016, recebeu sinal verde da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) para entrar nas lojas brasileiras em 28 de abril deste ano.

Com tecnologia mesh, que signica malha ou rede, em inglês, o Google Wifi promete uma conexão rápida, confiável e com cobertura para a casa toda. Diferentemente de um roteador tradicional, essa engenharia elimina aqueles pontos cegos da casa em que o sinal de internet fica muito fraco ou não chega.

Isso porque o roteador do Google foi desenvolvido com antenas de alto ganho e amplificadores potentes que tornam o sinal mais forte e com maior alcance e garantem uma distribuição melhorada do sinal. Atualmente, o Google Wifi é o roteador mesh mais vendido nos Estados Unidos.

“Com o Google Wifi, os brasileiros terão uma conexão rápida e sem oscilações, graças ao sinal poderoso que ele emite por toda a casa. Isso vai permitir que vários dispositivos conectados funcionem ao mesmo tempo, o que é o caso na maioria das residências hoje, já que as pessoas trabalham, estudam e se divertem em casa”, diz Vinicius Dib, head de devices do Google para a América Latina.

O aparelho está à venda nos principais varejistas do país e pode ser adquirido individualmente, pelo preço unitário de R$ 999,00, ou em kits com três unidades, por R$ 1.999,00. O kit é indicado para quem mora em ambientes maiores, como casas com mais de um andar, por exemplo.

Segundo a fabricante, um único Google Wifi conectado ao modem consegue distribuir internet para todos os ambientes em uma residência de até 110 m². Para cobrir áreas maiores, outros roteadores do Google poderão ser incorporados à rede. Com um kit de três unidades é possível obter cobertura para um espaço de até 330 m².

Google Wifi começa a ser vendido no Brasil por R$ 999,00 a unidade
Google Wifi começa a ser vendido no Brasil por R$ 999,00 a unidade

No sistema mesh, os pontos de Wifi ligados à rede trabalham juntos para determinar o melhor caminho para os seus dados. Essa comunicação entre os roteadores permite, entre outras coisas, andar de um canto para outro da casa com um dispositivo conectado, sem que haja nenhuma perda de desempenho, até mesmo durante uma videoconferência.

InfoMoney testou o produto em um espaço de 95 m² durante uma videochamada e mediu a velocidade da internet em todos os cômodos da casa. A variação do ponto mais perto do roteador ao ponto mais distante do aparelho foi de menos de 50 Mbps (megabit por segundo) tanto para download quanto para upload, mantendo a qualidade da internet na faixa considerada ultrarrápida.

A instalação é simples: é preciso conectar o Google Wifi ao cabo de energia e ligar o cabo de rede que vem junto com o aparelho ao seu modem do provedor de internet. Depois será preciso configurar o produto através do aplicativo Google Home no seu smartphone. É o mesmo app que controla outros produtos da marca, como o Google Nest.

No app, é possível criar senhas alternativas para convidados, testar a velocidade do Wifi em diferentes cômodos, visualizar os dispositivos conectados à rede e selecionar aqueles que terão prioridade para uma conexão ainda mais rápida. Já o Network Assist seleciona automaticamente o canal que estiver mais nítido (2,4 GHz ou 5GHz), ajudando a maximizar a conexão com o dispositivo.

Se você for utilizar mais de um Google Wifi em sua casa, apenas um será o âncora, o aparelho principal que será conectado ao modem via cabo. Os demais se comunicam sem fio. O próprio app Google Home fornece insights úteis para melhorar o desempenho da rede, como sugerir que você mova um de seus roteadores para um ambiente em que obterá melhor desempenho.

Ele só é vendido na cor branca e com design arredondado. 49% do plástico usado no dispositivo é reciclado, e as operações são neutras em emissão de carbono.

Fonte: Infomoney

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Solve : *
32 ⁄ 16 =