Mais de 40 mil pessoas fizeram a festa no 5º São João do Guará

Música da melhor qualidade, comida típica, arrasta pé e tradição. Esses foram alguns dos elementos encontrados durante os quatro dias (23 a 26 de junho) de evento no 5º São João do Guará. A festa reuniu um público de mais de 40 mil pessoas na arena montada na EQ 19/34 do Guará II, mas dizem que a poeira que subiu pode ser vista até de outras regiões do Distrito Federal.

“Preparamos algo grande, mas foi maior do que esperávamos. Foi gigantesco em emoção, em diversão, em carinho e em todo tipo de sentimento bom”, comemora uma das organizadoras, Mayara Franco. “Podemos dizer que nós promovemos o evento, mas quem fez a festa foi o público. Mais de 40 mil pessoas. Isso vai ficar para a história”, complementa.

O São João transformou o Guará em uma verdadeira cidade do sertão. Ao longo dos dias de festa, shows para todos os gostos, espetáculos com diversas quadrilhas juninas, um cenário de fazer sonhar e muita diversão.

Leon Correia, Farinha com Rapadura, Banda Bonsai, Alan Morais, Menino Ricco e Trio Sanfona Nova, entre outros, comandaram o relabuxo. Porém, um dos momentos épicos foi a apresentação do Trio Siridó. A lendária banda de forro comemorou 50 anos de estrada justamente no palco principal.

“Agora é sentar com calma e já começar a preparar o próximo. Enquanto todos estavam aproveitando o evento, nós já estávamos vendo o que pode ser melhorado e quais novidades queremos em 2023. E não faremos menos. Isso a gente garante”, enfatiza Tâmara Mansur, mais uma das idealizadoras.

Figura conhecida no Guará, Joel Rodrigues também é um dos empreendedores que fez o São João do Guará se tornar uma realidade. Para ele, o principal foi a emoção de ver as pessoas de volta após dois anos. “Minha vida é essa cidade. Alguns amigos de longa data eu não encontrava desde o início da pandemia da covid-19. Essa foi uma festa para reintegrar a comunidade”, resume.

Solidariedade
Além da festa, o 5º São João do Guará teve caráter humanitário. O Instituto Reciclando o Futuro, entidade que desde 2017 atua com famílias em situação de vulnerabilidade social, montou um stand para recolher alimentos não perecíveis.

Mais de 200 quilos foram arrecadados e vão ser doados nos próximos dias em comunidades carentes do Distrito Federal. “Vamos montar kits e entregar em nossas ações. Promovemos muitas atividades em regiões como Sol Nascente, Estrutural, Ceilândia e Planaltina. As pessoas desses lugares, muitas vezes já contam com essa solidariedade”, explica a fundadora da instituição Renata d’Aguiar.

Da Redação

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

nove − um =

Solve : *
26 − 9 =