Laysa foi para os EUA participar de um treinamento para ser astronauta na NASA

A jovem mineira que descobriu um asteroide, no ano passado, usando seu computador, embarca no desafio de ir ao espaço.

Laysa Peixoto Sena Lage, de apenas 18 anos, foi esta semana participar de um treinamento para ser astronauta na NASA, nos Estados Unidos.

“Serei tripulante da Expedição 36 do curso Advanced Space Academy da NASA, em que serei treinada como astronauta”, contou (Uau!)

A expedição 36 do curso Advanced Space Academy, da Nasa, simula uma missão espacial.

Primeira mulher brasileira no espaço

Laysa explicou que o treinamento é o primeiro passo da sua jornada de se tornar a 1ª mulher brasileira no espaço.

Laysa vai ficar nos Estados Unidos por um mês, tempo em que vai fazer o curso e também conhecer outros complexos da NASA.

“Estou muito animada para o treinamento. Estou me preparando para os desafios que fazem parte de uma missão espacial e nada é mais empolgante que isso”, contou ela.

“Currículo das galáxias”

Descobrir um asteroide e ser medalhista de olimpíadas científicas ajudou Laysa a passar na seleção.

Ela levou a prata na 23ª Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica, em 2020, e chegou à final da Competição Internacional de Astronomia e Astrofísica, sendo contemplada com a de bronze.

Ela soube pelo site da Nasa da campanha de “caça asteroides”, realizada em parceria com a The International Astronomical Search Collaboration.

Foi então que resolveu participar da campanha e acabou realizando uma descoberta histórica do novo asteroide.

Ela batizou a descoberta de LPS 003, as iniciais do seu nome.

A universitária faz parte do Observatório Astronômico da UFMG e também planeja fazer outros cursos da Nasa.

Foto: Reprodução / Redes Sociais Laysa Peixoto
De: Redação / Fonte: Sonoticiaboa

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

9 + doze =

Solve : *
15 − 9 =