A GOOGLE, O FACEBOOK,  O INSTAGRAM E O TWITTER VÃO TER QUE RESPONDER À SECRETARIA NACIONAL DO CONSUMIDOR,  DO MINISTÉRIO DA JUSTIÇA E SEGURANÇA PÚBLICA.

AS PLATAFORMAS TERÃO QUE DIZER SOBRE QUAIS MEDIDAS TÊM ADOTADO PARA EVITAR FRAUDES NAS RESPECTIVAS PLATAFORMAS. EM 2022, AS RECLAMAÇÕES SOBRE O SEGMENTO ULTRAPASSARAM O CONSOLIDADO EM TODO O ANO PASSADO. O AUMENTO É DE MAIS DE 157%. ENTRE OS MESES DE JANEIRO E ABRIL DESTE ANO, O PORTAL CONSUMIDOR.GOV.BR REGISTROU 9.078 QUEIXAS DE VAZAMENTO DE DADOS, CONTAS HACKEADAS E INDISPONIBILIDADE DE SERVIÇOS, CONTRA 3.526 REGISTROS REALIZADOS EM TODO O ANO PASSADO.

OS QUESTIONAMENTOS LEVANTADOS PELA SENACON CONSIDERAM AS RELAÇÕES DE COMPRA E VENDA. AS EMPRESAS DEVEM ESCLARECER SE POSSUEM CANAIS DIVERSOS DE COMUNICAÇÃO, INCLUINDO ON-LINE E PESSOAL, PARA SOLUCIONAR OS PROBLEMAS DOS USUÁRIOS RELACIONADOS À FRAUDES. ALÉM DISSO, DEVERÃO EXPLICAR DE QUE FORMA PROCEDEM COM TERCEIROS QUE USAM O ESPAÇO PARA COMERCIALIZAR.

OS USUÁRIOS DESTES SERVIÇOS QUE SE SENTIREM LESADOS PODEM REGISTRAR RECLAMAÇÃO NO ENDERÇO CONSUMIDOR.GOV.BR, O SITE É UMA SOLUÇÃO ALTERNATIVA, SIMPLES, RÁPIDA E ECONÔMICA. O TEMPO MÉDIO DE RESPOSTAS É DE 9 DIAS. A PLATAFORMA CONSUMIDOR.GOV.BR TEM SIDO EXEMPLO NOS FÓRUNS INTERNACIONAIS POR PROMOVER UM MECANISMO EFICIENTE DE RESOLUÇÃO DE CONFLITOS DE CONSUMO, SEM CUSTOS AO CONSUMIDOR, E POR EVITAR A JUDICIALIZAÇÃO.

 

Da Redação

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

19 − cinco =

Solve : *
28 + 13 =