Nem ata do Fed descartando alta mais aguda dos juros neste momento foi capaz de segurar novo sell-off que afeta principalmente as criptos menores

Investidores mostram mais uma vez que não estão dispostos a tomar risco no atual cenário de incertezas na economia global, e encerram posições em criptomoedas mesmo após a ata do Federal Reserve, divulgada ontem, demonstrar que o banco central dos EUA não está disposto a fazer aumentos mais severos na taxa de juros neste momento.

O Bitcoin (BTC), que já vinha de sessão fraca ontem ao não conseguir romper o nível de US$ 30 mil, volta a operar em queda nesta manhã e é cotado a US$ 29.155 às 7h. No entanto, demais criptomoedas, chamadas de altcoins, apresentam desempenho ainda pior e desabam até 30%, caso do Green Satoshi Token (GST). Entre os criptoativos de maior valor de mercado, os resultados mais decepcionantes hoje são de Ethereum (ETH), Solana (SOL) e Avalanche (AVAX), que cedem 6,9%, 10,3% e 14,4%, respectivamente.

O recuo no ETH ocorreu em meio à queda na demanda por espaço em blocos da rede. O espaço em bloco é a quantidade de dados transacionais que podem ser incluídos em cada bloco, conjunto de informações validadas pela rede em troca de taxas pagas pelo usuário. Uma demanda menor por espaço em bloco geralmente significa menos atividade na blockchain.

Michael Sonnenshein, CEO da gestora de criptoativos Grayscale Investments, destaca a “pressão de venda” e a volatilidade dos ativos digitais, mas pondera que as mesmas tendências infectaram outras classes de investimento.

“Seja [ações de] tecnologia, criptos ou realmente qualquer coisa, não consigo pensar em muitas que foram protegidas dessa recente retração”, disse Sonnenshein. “Também houve eventos como o [colapso do projeto] Terra que levaram a uma pressão de venda adicional”, disse em entrevista ao CoinDesk, acrescentando que “no curto prazo, encontraremos nosso equilíbrio”.

Segundo especialistas, os próximos dias devem ser de mais volatilidade para as criptomoedas. Um dos indicativos pode estar no recente aumento no volume de contratos de opções adquiridos no mercado de futuros perpétuos (que não têm vencimento) de Bitcoin.

“Rápidos aumentos no número de contratos abertos tende a prenunciar grandes movimentos no mercado”, escreveu a casa de análise Arcane Research em um relatório nesta semana.

Uma alta semelhante de contratos futuros de Bitcoin ocorreu pouco antes de um mergulho de preços em julho do ano passado, quando o BTC era negociado em torno de US$ 30 mil e chegou a encostar na região de US$ 28 mil. Por outro lado, o mesmo aconteceu quando a criptomoeda operava a US$ 48 mil em março, antes dos vários sell-offs que se seguiram a partir de então, afirmou a Arcane.

Confira o desempenho das principais criptomoedas às 7h:

Criptomoeda Preço Variação nas últimas 24 horas
Bitcoin (BTC) US$ 29.155,33 -2,3%
Ethereum (ETH) US$ 1.842,35 -6,9%
Binance Coin (BNB) US$ 312,11 -6,2%
XRP (XRP) US$ 0,391327 -2,9%
Cardano (ADA) US$ 0,489700 -5,7%

As criptomoedas com as maiores altas nas últimas 24 horas:

Criptomoeda Preço Variação nas últimas 24 horas
TerraClassicUSD (USTC) US$ 0,092495 +34,7%
Chain (XCN) US$ 0,104274 +7,7%
The Sandbox (SAND) US$ 1,36 +6%
Celo (CELO) US$ 1,43 +1,1%
Tron (TRX) US$ 0,081363 +0,5%

As criptomoedas com as maiores quedas nas últimas 24 horas:

Criptomoeda Preço Variação nas últimas 24 horas
Green Satoshi Token (GST) US$ 18,75 -30%
Avalanche (AVAX) US$ 24,53 -14,4%
Stepn (GMT) US$ 1,18 -14,3%
Zcash (ZEC) US$ 85,41 -14%
Kusama (KSM) US$ 74,43 -11,8%

Confira como fecharam os ETFs de criptomoedas no último pregão:

ETF Preço Variação
Hashdex NCI (HASH11) R$ 24,6080 +0,81%
Hashdex BTCN (BITH11) R$ 34,52 +1,64%
Hashdex Ethereum (ETHE11) R$ 28,00 +1,22%
Hashdex DeFi (DEFI11) R$ 22,56 +1,25%
Hashdex Smart Contract Plataform FI (WEB311) R$ 23,00 +2,67%
QR Bitcoin (QBTC11) R$ 8,99 +1,46%
QR Ether (QETH11) R$ 6,90 +0,72%
QR DeFi (QDFI11) R$ 4,11 +1,48%

Veja as principais notícias do mercado cripto desta quinta-feira (26):

PL de criptomoedas pode ser votado na próxima semana

O Projeto de Lei que visa regular o setor de criptoativos pode ir à votação já na próxima semana, disse o relator do PL, deputado Expedito Ferreira Neto, ao Valor Econômico.

O deputado afirmou que não deverá haver “dificuldade alguma” para avançar com a matéria, pois o texto aprovado no Plenário do Senado foi o que se originou na própria Câmara.

Se aprovado na Câmara, que atua como casa revisora, o PL 4401/2021 já poderá ser encaminhado para sanção presidencial.

Carteira cripto com transações baratas de Ethereum prepara versão brasileira

O aplicativo Argent, que oferece uma carteira de criptomoedas com transações baratas, de cerca de US$ 1, utilizando solução de segunda camada da rede Ethereum, prepara chegada ao Brasil.

“Estamos avançando rapidamente com nossa expansão brasileira. Ajude-nos a construir o melhor produto de criptomoedas no mercado brasileiro”, afirmou a empresa em tweet na noite de ontem (25).

A carteira é uma das poucas que utiliza a tecnologia de “prova de conhecimento-zero”, um tipo de criptografia avançado que é considerado por especialistas como o futuro do Ethereum – entre eles o cofundador da blockchain, Vitalik Buterin.

Congresso português rejeita projetos de taxação de criptos

O Congresso de Portugal rejeitou na quarta-feira (25) dois projetos de lei que pretendiam tributar as criptomoedas, apresentados pelos partidos de esquerda Livre e Bloco, informou a mídia local.

O Partido Socialista, que detém a maioria da Assembleia Legislativa, não apresentou nenhum projeto de lei até agora, depois que o ministro das Finanças português Fernando Medina anunciou na semana passada que as criptomoedas estarão sujeitas a tributação num futuro próximo.

“Muitos países já têm sistemas [de taxação de criptos], muitos países estão construindo seus modelos em relação a esse assunto e nós vamos construir o nosso”, disse.

Portugal cobra 28% de impostos sobre ganho de capital em investimentos financeiros tradicionais, mas isenta as criptomoedas. A nova política proposta pelo governo incluiria um imposto sobre mais-valias, disse Susana Duarte, sócia associada da sociedade de advogados Abreu Advogados em Lisboa, ao CoinDesk na semana passada.

São Paulo é o primeiro clube brasileiro a aceitar compra de ingresso em criptos

São Paulo fechou uma parceria com a exchange de criptomoedas Bitso e se tornou o primeiro time do Brasil a aceitar moedas digitais para pagamento de entradas para as partidas.

Neste primeiro momento, a Bitso e o SPFC informam que a opção é exclusiva aos sócios-torcedores. A expectativa é que, em breve, o acesso seja ampliado aos demais torcedores.

A corretora anunciou em janeiro um acordo de patrocínio de três anos com o SPFC, passando a estampar seu nome nas mangas dos uniformes de jogo do time e as costas dos uniformes de treino. Além disso, a Bitso agora dá nome a um setor da arquibancada do Morumbi, estádio do São Paulo.

De: Redação / Fonte: Infomoney

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

dez − 7 =

Solve : *
28 ⁄ 14 =