Empresa afirma que compartilhamento de contas impacta a “habilidade de investir” em filmes e séries

Netflix anunciou nesta quarta-feira (16) que vai testar a implementação de uma taxa extras para usuários que compartilham suas contas com pessoas que não moram na mesma casa.

Em um comunicado em seu site oficial, o streaming afirmou que há uma “confusão sobre quando e como a Netflix pode ser compartilhada” e disse que o compartilhamento da mesma conta em diferentes casas impacta a “habilidade de investir em grandes novos filmes e séries”.

A saída encontrada pelo streaming foi o lançamento de duas novas funções. A principal se chama “Add an Extra Member” (Adicione um membro extra, em tradução livre), que consiste em uma taxa extra para a inclusão de até duas pessoas que não vivem na mesma casa. Já a segunda é “Transfer Profile to a New Accout” (Transferir perfil para uma nova conta), para facilitar a transferência de perfis entre contas diferentes – sejam membros extras ou uma conta nova.

O período de teste das funções acontecerá primeiro em Chile, Costa Rica e Peru, podendo se expandir para outros países ou não.

Em questão de valores, o valor para adicionar dois membros extras corresponde a aproximadamente metade do custo do plano básico do streaming. No Chile, por exemplo, o básico custa 5940 pesos chilenos (aproximadamente R$ 38) e a taxa extra sai por 2380 pesos chilenos (aproximadamente R$15).

Ainda não se sabe se há previsão para que o Brasil seja incluído nesse teste. Entramos em contato com a assessoria da Netflix no Brasil e atualizaremos a nota assim que a empresa se manifestar.

De: Redação / Fonte:Jovemnerd

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

nove − 5 =

Solve : *
16 − 14 =