Investidores estrangeiros reagem mal à proposta de furar o teto de gastos

O pedido de demissão do secretário especial do Tesouro e Orçamento, Bruno Funchal, e do secretário do Tesouro Nacional, Jeferson Bittencourt, aumentaram a tensão do mercado internacional em relação a ativos brasileiros.

Investidores estrangeiros já vinham reagindo mal à proposta de estourar o teto de gastos para bancar o Auxílio Brasil, novo programa de transferência de renda do governo federal.

Na Bolsa de Nova York, o MSCI Brazil Capped, um ETF (fundo de ações) com os principais papéis brasileiros caindo quase 5% no fim da tarde desta quinta-feira. Os ADRs (recibos de ações) da Petrobras despencam quase 6% na bolsa americana. A Bolsa de Valores no Brasil teve queda de 2,75%.

. Além da debandada do Ministério da Economia, o resultado é uma resposta às declarações do ministro Paulo Guedes, que admitiu o estouro do teto de gastos.

Todos os ativos brasileiros operam com fortes quedas na Bolsa de Nova York. Os ADRs do Banco do Brasil recuam mais de 6%, enquanto os papéis do Bradesco negociados no pregão americano caem mais de 3%. As ADRs do Itaú caíram mais de 5% no mercado americano após o fechamento da bolsa brasileira, informa reportagem do Globo.

Fonte: Brasil247

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

19 + 17 =

Solve : *
26 + 14 =