Pessoas que possuem dinheiro ‘esquecido’ em bancos no Brasil, já poderão sacar os valores a partir de hoje, 07

Imagem de capa para Saque de dinheiro ‘esquecido’ em bancos começa hoje
Dinheiro esquecido em bancos pode ser resgatado a partir de hoje, segundo o Banco Central – Foto: reprodução

Pessoas que possuem dinheiro ‘esquecido’ em bancos no Brasil, já poderão sacar os valores a partir de hoje, 07. De acordo com o Banco Central, 26 milhões de pessoas e 2 milhões de empresas têm R$ 4 bilhões para receber nessa primeira fase do programa.

Esses valores são de contas-correntes, ou poupanças encerradas e não sacadas; cobranças indevidas de tarifas, ou de obrigações de crédito previstas em termo de compromisso assinado com o BC; cotas de capital e rateio de sobras líquidas de associados de cooperativas de crédito; e grupos de consórcio extintos.

Veja como consultar valores esquecidos em bancos

A consulta é feita pelo SVR (Sistema Valores a Receber), do próprio Banco Central. Para realizar a consulta, você precisa acessar esse site do Banco Central, preencher os dados com CPF ou CNPJ e data de nascimento ou data de abertura da empresa.

Uma nova tela informará se você tem ou não valores pendentes. Caso haja um saldo, o sistema informará a data exata para voltar ao site e realizar o resgate dos valores.

Resgates começam nesta segunda, de acordo com a idade

Quem tem valores para receber pode começar a resgatar a partir de hoje, seguindo o calendário abaixo:

  • pessoas nascidas antes de 1968: resgate de 07 a 11/03;
  • pessoas nascidas entre 1968 e 1983: resgate de 14 a 18/03;
  • pessoas nascidas após 1983: resgate de 21 a 25/03.

Na data do seu resgate, você precisa acessar a conta no portal Gov.br, aceitar os Termos de Responsabilidade e escolher entre as duas opções liberadas pelo sistema:

”Solicitar por aqui ” significa que a instituição oferece a devolução do valor via Pix no prazo de até 12 dias úteis:

”Solicitar via instituição” significa que a instituição não oferece a devolução por Pix no prazo de até 12 dias úteis. Aí você deve entrar em contato pelo telefone, ou e-mail informado, para combinar com a instituição a forma de devolução do valor.

Vale lembrar que a conta precisa ser nível prata ou ouro.

Identidade Digital Prata refere-se àqueles que acessam o Gov.br com a conta e senha dos bancos já integrados à plataforma.

Já a Identidade Digital Ouro identifica quem tem certificado Digital ICP-Brasil e biometria facial registrada no aplicativo Meu Gov.br. Todas as pessoas com biometria facial feita pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) registrada no aplicativo Meu Gov.br já têm o nível Ouro.

Segunda fase do programa

Quem não encontrou valores a receber neste primeiro momento, o Banco Central informa que uma nova fase de resgates acontecerá a partir do dia 02 de maio.

Nesta segunda etapa, o banco informou que há mais de R$ 4 bilhões de pessoas e empresas com valores em saldo. No total serão sete novos casos possíveis de dinheiro esquecido, sendo eles:

  • tarifas cobradas indevidamente, não previstas;
  • parcelas ou obrigações relativas a operações de crédito cobradas indevidamente;
  • contas de pagamento pré-paga e pós-paga encerradas com saldo disponível;
  • contas de registro mantidas por sociedades corretoras de títulos e valores mobiliários e por sociedades distribuidoras de títulos e valores mobiliários para registro de operações de clientes encerradas com saldo disponível;
  • entidades em liquidação extrajudicial;
  • Fundo Garantidor de Crédito;
  • Fundo Garantidor do Cooperativismo de Crédito.

Com informações de R7

Espalhe notícia boa!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

vinte − dois =

Solve : *
12 − 10 =