Atendimento na Casa da Mulher Brasileira, localizada na Ceilândia, presta diversos atendimentos gratuitos, além de oficinas técnicas e esportivas, a mulheres de todo o DF. A ação segue até o final do mês

Entre gatinhos fofos e atores famosos que lotam a internet, a estudante Rosilda Martins (26) encontrou uma dica de ouro. A jovem descobriu pelas redes sociais da Secretaria da Mulher do Distrito Federal que a Casa da Mulher Brasileira está com inscrições abertas para várias atividades gratuitas até o final do mês.

O espaço vai oferecer aulas de defesa pessoal, sessões de auriculoterapia e consultoria jurídica. As ações tiveram início nesta quinta-feira (19) com oficina de maquiagem, capoterapia e atendimento ginecológico. Testes rápidos de hepatite B e C, HIV e sífilis também podem ser realizados, em uma parceria com a Secretaria de Saúde.

“Muitas mulheres que sofrem violência não conhecem nosso trabalho, não sabem que podem ser acolhidas de diversas formas aqui”Andrezza Ferreira Barbosa, coordenadora da Casa da Mulher Brasileira

“Sempre fico de olho nas redes sociais do governo em busca de oportunidades como essa”, comemora Rosilda. “Eu estava com alguns exames atrasados, aproveitei para colocar tudo em dia”. A estudante ainda não conhecia a Casa da Mulher Brasileira. Também não sabia que o espaço é dedicado ao atendimento de mulheres vítimas de violência de gênero.

Coordenadora da Casa da Mulher Brasileira, Andrezza Ferreira Barbosa conta que as ações servem para apresentar o equipamento à comunidade. “Muitas mulheres que sofrem violência não conhecem nosso trabalho, não sabem que podem ser acolhidas de diversas formas aqui”, afirma.

Silvana Pereira (54), moradora da Estrutural, ficou surpresa com a estrutura e se sentiu “apoiada” com o atendimento da Casa da Mulher Brasileira

O espaço, criado pela Secretaria da Mulher, oferece acompanhamento psicossocial, oficinas que incentivam a autonomia financeira, capacitação profissional e consultoria jurídica. “Centralizamos vários serviços na casa para que a vítima não precise se deslocar para vários locais diferentes em busca de apoio”, comenta Andrezza.

Para a moradora da Estrutural Silvana Maria Pereira (54), a descoberta da casa foi uma grata surpresa. “Estava precisando fazer exames preventivos, vim consultar ginecologista. Quando cheguei, fiquei impressionada com a estrutura”, avalia. “Eu me senti muito acolhida aqui. A mulher precisa se sentir apoiada, em especial aquela que é vítima de violência”.

Aulas de Krav Maga e defesa pessoal
– 23, 27 e 31 de maio
– Das 9h às 12h

Atendimento jurídico
– 26 de maio
– Das 9h às 16h

Auriculoterapia
– 26 de maio
– Das 14h às 16h

Ação da saúde
– 26 de maio
– Das 9h às 16h

As inscrições podem ser feitas pelo link Cadastro Geral – Promoção da Mulher – Cursos, oficinas e projetos da Secretaria da Mulher do DF. A Casa da Mulher Brasileira fica na CNM 1, Bloco I, Lote 3, na Ceilândia.

Fonte: Agencia Brasilia

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

três + 18 =

Solve : *
12 ⁄ 6 =