Que emoção! O cientista e neurocirurgião W. Shawn Carbonell inventou uma droga capaz de combater o câncer cerebral.

Imagem de capa para Cientista vai às lágrimas ao ver remédio que ele criou contra o câncer pronto
“Eu ainda não acredito que inventei isso”, disse emocionado em vídeo. Fotos: reprodução/vídeo

Que emoção! O cientista e neurocirurgião W. Shawn Carbonell inventou uma droga capaz de combater o câncer cerebral. Mas, a sua “ficha caiu” somente após segurar o medicamento pronto para ser usado.

“Meu Deus! Eles são lindos! Eu não esperava ficar tão emocionado! Essa é a primeira vez que seguro o frasco. Isso é incrível! Eu ainda não acredito que inventei isso”, disse Carbonell emocionado em vídeo enquanto olhava para o medicamento.

Quem assiste ao vídeo, não faz ideia que, para o remédio ficar pronto, foram necessários 10 anos de muita luta desse grande cientista. Até que, finalmente uma startup de biotecnologia se dispôs a desenvolver e sintetizar a droga chamada “OS2966”.

“Foi preciso abandonar o treinamento de neurocirurgia, arrecadar US$ 20 milhões, adiar minha vida por uma década e ver o fracasso do meu casamento, para chegar a esse momento exato”, desabafou Carbonell, que é MD, PhD pela University of Virginia, nos Estados Unidos. (assista abaixo)

E ele ainda finaliza o grande feitio com a seguinte frase de Winston Churchill, grande político britânico: “Todo o crédito pertence ao homem que está de fato na arena… E aquele que na pior das hipóteses, se falhar, ao menos falhará agindo excepcionalmente”.

Obrigado Carbonell por não ter desistido da cura do câncer!

 O medicamento

O medicamento que ele desenvolveu se chama OS2966, um novo tipo de tratamento farmacêutico que dará uma chance maior de sobrevivência aos pacientes.

Shawn via que muita gente estava morrendo por causa da doença e de forma muito rápida. Sentiu que poderia ajudar e, por isso, trabalhou incansavelmente em sua causa.

“Minha visão é de que isso será uma das ferramentas para oncologistas tratarem qualquer câncer”.

Aval do FDA

O OS2966, conseguiu sucesso em experimentos de laboratório para vários tipos de câncer.

Com base nesses resultados iniciais, o FDA já concedeu “status de medicamento órfão” ao OS2966 no tratamento de glioblastoma e câncer de ovário.

A Agência norte-americana descreve os medicamentos órfãos como “aqueles destinados ao tratamento, diagnóstico ou prevenção seguro e eficaz de doenças/distúrbios raros que afetam menos de 200.000 pessoas nos EUA, ou que afetam mais de 200.000 pessoas.

Agora falta liberar o remédio para uso imediato.

Assista a esse grande momento:

 

 

 

 

Fonte: notícia boa!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Solve : *
30 × 12 =