A ideia do pernambucano Charles Coreolano era ajudar alunos com algumas dificuldades específicas a se classificarem em universidades brasileiras.

Com apenas 20 anos, um jovem empreendedor decidiu que queria empreender e criou um cursinho diferenciado que já aprovou mais de 300 anos em vestibulares, sendo 5 desses em primeiro lugar.

A ideia do pernambucano Charles Coreolano era ajudar alunos com algumas dificuldades específicas a se classificarem em universidades brasileiras.

E deu certo! Em menos de 2 anos, a BNE_EDU já é destaque com aprovados nas principais Universidades do país, como FGV E INSPER.

“Eu acho que tem uma sintonia, a gente se envolve com os alunos, parece que somos uma grande família, mas sabemos o impacto que a gente está causando na vida dessa moçada”, disse ao Só Notícia Boa Júlio Coreolano, de 24 anos, que é professor e cofundador da BNE_EDU.

Aulas em casa

A primeira turma de Charles tinha apenas 3 alunos, sendo 2 pagantes e 1 bolsista. As aulas aconteciam na casa dele.

O jovem conta que, quando saiu de Pernambuco para São Paulo, notou que o novo estado onde vivia tinha uma deficiência no estudo pré-vestibular. Foi quando ele insistiu no projeto e pensou em se dedicar mais ao cursinho.

O que ele não contava é que o plano inicial teria que tomar rumo diferente. A pandemia veio e as aulas, que antes eram em casa, precisaram ser realizadas online.

Mesmo assim, Charles conseguiu driblar algumas dificuldades em manteve a BNE_EDU em atividade durante todo esse tempo.

O sonho de ter um espaço físico precisou ser adiado até a liberação do bloqueio. Logo que as aulas presenciais foram liberadas, o jovem investiu em um espaço, que em poucos meses se tornou pequeno, devido ao sucesso do processo de estudo e a propaganda boca a boca, que os próprios alunos faziam.

A estrutura é impressionante

Charles pensou em tudo. O prédio de dois andares acomoda salas de aula bem equipadas, salas de reuniões, ilhas de estudos, salas de espera bem decoradas, gráfica própria – que passa o dia imprimindo apostilas variadas – lanchonete e a queridinha dos alunos: a SALA DE DESCOMPRESSÃO – um cômodo aberto com puffs coloridos, jogos de videogame de última geração, etc., onde eles se reúnem nos intervalos.

São inúmeros funcionários, que, por sinal, se misturam aos alunos, pela faixa etária. Todos bem jovens!

Muitos professores e monitores foram alunos do BNE_EDU e hoje lecionam na Instituição. O mesmo acontece com os funcionários do marketing, do departamento comercial e outros setores.

E a sensação é que todos adoram o ambiente do cursinho.

Dia de comemoração

Para encerrar o semestre letivo a BNE_EDU está promovendo o AULÃO – A Última Revisão INSPER – evento que mais parece um show, num misto de aula e diversão.

O evento acontece nesta quinta-feira, 09 de junho, às 14h00. E em comemoração aos 100 anos da Semana da Arte Moderna, o local escolhido foi o MASP – Museu de ARTE de São Paulo – que fica na avenida Paulista, 1578.

Serão recebidos alunos do “Cursinho Popular do Insper” e da EDUCAFRO (uma das maiores entidades de inclusão de negros na educação do país).

Para os demais estudantes vestibulandos de todo o país, o ingresso é solidário = 1 kg de alimento não perecível, que será doado a instituições de caridade.

Para quem está em São Paulo, vale muito a pena conhecer a metodologia do cursinho!

De: Redação / Fonte: Sónoticiaboa

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

dois × dois =

Solve : *
11 × 5 =