No final de 2020, aquelas pessoas que vivem no meio rural foram cercadas pelo sentimento de alegria, pois o governador do DF, Ibaneis Rocha (MDB), sancionou a Lei Professor Aníbal, que permite a regularização de terras públicas rurais. A legislação trouxe legalização, permitindo que pequenos, médios e grandes produtores tenham segurança jurídica para que continuem produzindo e gerando emprego e renda no campo.

No final de 2020, aquelas pessoas que vivem no meio rural foram cercadas pelo sentimento de alegria, pois o governador do DF, Ibaneis Rocha (MDB), sancionou a Lei Professor Aníbal, que permite a regularização de terras públicas rurais. A legislação trouxe legalização, permitindo que pequenos, médios e grandes produtores tenham segurança jurídica para que continuem produzindo e gerando emprego e renda no campo.

De lá para cá, muito já foi feito, e o mais recente benefício, nesse sentido, foi concretizado na terça-feira (29), quando o chefe do executivo local assinou um decreto que regulamenta a Política de Regularização de Terras Públicas Rurais, que olha para produtores, igrejas, templos e escolas na área rural.

Entretanto, a comunidade do campo do DF já passou por muita expansão. Em 2021, 6.447 hectares rurais foram regularizados, também foi criada uma força-tarefa para que 5 mil processos de regularização rural fossem agilizados, além de, há pouco tempo, o governador ter participado de Cerimônia de Acordo entre União e o GDF para a regularização de terras, assinando um documento que facilita a regularização fundiária em Vicente Pires e outras áreas do DF.

“Eu tenho convicção de que é esse o rumo que a cidade tem que tomar, que é o rumo da legalização e é exatamente isso que a gente tem buscado fazer: mudar a vida dessas pessoas, dando a elas a condição de se estabelecerem, de se firmarem e produzirem”, disse Ibaneis.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

2 × cinco =

Solve : *
29 + 24 =