Aumento de 0,75 ponto percentual anunciado nesta quarta- feira (27/7) leva o intervalo do ano na taxa de juros de 2,25% para 2,5%

Com isso, o intervalo do ano passa para 2,25% a 2,5%. Para os EUA, é um número alto, mas, como comparação, o Brasil tem hoje uma taxa de juros básica de 13,25% ao ano, o maior índice desde 2016.

Em junho, o Fed anunciou uma alta de 0,75 ponto percentual, o maior aumento de juros desde 1994. As elevações acontecem desde março deste ano, quando a inflação no país passou a crescer de forma desenfreada e atingir o maior nível em 40 anos.

O Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês), que é responsável pela decisão da taxa, afirmou que determinará as políticas monetárias dos próximos meses com o objetivo de levar a inflação de volta à meta de 2%. No acumulado de 12 meses até junho, os preços ao consumidor saltaram 9,1% no país

“A inflação permanece elevada, refletindo desequilíbrios entre oferta e demanda relacionados à pandemia, preços mais altos de alimentos e energia, e pressões mais amplas sobre os preços”, disse o Fomc.

1

Nos EUA, a alta deverá afetar o preço de empréstimos e forçar uma desaceleração da economia. Já no Brasil, a alta deve causar um aumento no preço do dólar, mas algo dentro das expectativas e que, portanto, não terá um efeito acentuado nesta quarta.

“As avaliações do Comitê levarão em conta uma ampla gama de informações, incluindo leituras sobre saúde pública, condições do mercado de trabalho, pressões inflacionárias e expectativas de inflação e desenvolvimentos financeiros e internacionais”, diz o comunicado do Fomc.

Fonte: Metropoles

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

dez − 5 =

Solve : *
12 + 9 =