Em um dia de atividade, a participante aprende técnicas que podem lhe render de R$ 60 a R$ 150 por hora

Para quem está em busca de uma recolocação no mercado de trabalho, a hora é essa. A Escola Eliá Spa vai promover, no próximo domingo, mais um curso de capacitação em massoterapia relaxante. O curso gratuito oferece certificado e tem objetivo de qualificar mulheres em situação de vulnerabilidade para o mercado de trabalho. Com o nome de Mulheres de Elite, a capacitação ocorre no Núcleo Bandeirante, a partir das 8 horas.

Além da atividade presencial, as participantes aprendem sobre empreendedorismo, têm acompanhamento durante um mês, ganham uma apostila e aprendem como colocar em prática as técnicas aprendidas para transformarem o conhecimento em renda.

De acordo com a idealizadora do projeto, a massoterapeuta Gi Marçal, é possível cobrar, para cada sessão de terapia, de R$ 60 a R$ 150, a depender do serviço – domiciliar, em clínica, salões de beleza, academias, avulso em empresas ou em combos (pacotes).

“A única exigência é ter mais de 18 anos. Porém, nosso principal foco é na mulher em situação de vulnerabilidade. Entre elas, as mães solo, as chefes de família, aquelas vítimas de violência, carente, que esteja fora do mercado de trabalho. Enfim, mulheres que precisam de espaço e de oportunidade”, explica a idealizadora do projeto Gi Marçal.

Neste domingo (22), ocorreu a primeira oficina no Riacho Fundo 2 com 22 alunas. “O objetivo é percorrer todas as regiões administrativas do Distrito Federal, principalmente, aquelas mais carente e formar 1,5 mil massoterapeutas”, projeta a especialista. No primeiro fim de semana de junho o Mulheres de Elite ocorre na Estrutural.

Uma das participantes da imersão, a aposentada Alanita Silva Santos, de 68 anos, além de adquirir novos conhecimentos, foi para o curso com outro objetivo bem peculiar. “Eu fiquei muito reclusa durante a pandemia e ainda estou. Preciso conhecer mais pessoas e me relacionar com gente nova”, conta a moradora do Riacho Fundo 2.

De acordo com Gi Marçal, o objetivo é empoderar e dar autonomia às mulheres. “Ainda muito jovem e sem dinheiro algum, eu fui morar sozinha em Portugal com três filhos pequenos em busca de uma vida melhor. A massoterapia apareceu para mim e mudou minha vida”, conta a professora, que também é empresária e dona de uma rede de spa no DF.

Pedido de apoio
Organizado e executado por voluntários, em um total de 15 pessoas, o Mulheres de Elite precisa de ajuda para atingir a meta de 1,5 mil mulheres formadas.

O projeto busca parcerias e apoio, principalmente em relação a macas portáteis, tecido TNT, serviços gráficos para confecção do material e da uniformização das estudantes, óleos massageadores e frascos pequenos.

“Já conseguimos um dia de beleza. Ao final de cada aula, vamos sortear uma delas que vai ganhar uma diária no spa, salão de beleza e tratamento dentário tratar”, aponta Gi Marçal, ao dizer que o foco dessa premiação é promover o resgate da imagem pessoal, o autocuidado e o empoderamento.

Curso gratuito de massoterapia Mulheres de Elite
Domingo, 29 de maio
A partir das 8 horas
Instituto de Desenvolvimento Humano Umanizzare – Sibs, Quadra 3, Conjunto B, Lote 13 – Núcleo Bandeirante
Inscrições: 61- 992498668

REDAÇÃO: FEDERAL

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

9 + 3 =

Solve : *
17 + 10 =