Após espera de 16 anos, mais de 800 famílias e 175 alunos da região do Altiplano Leste comemoram a pavimentação em frente à Escola Classe Alto Interlagos

O asfalto chegou à porta de centenas de famílias que moram no Altiplano Leste. Por meio do programa Caminho das Escolas, o Governo do Distrito Federal (GDF) levou cerca de 1,5 km de pavimentação até a Escola Classe Alto Interlagos, acabando com os tempos de poeira e lama e melhorando a mobilidade dos moradores.

A pavimentação das pistas da Estrada São Bartolomeu e da Via das Harpias teve investimento de cerca de R$ 2 milhões | Fotos: Renato Alves/Agência Brasília

O investimento nessa obra é de cerca de R$ 2 milhões, com colaboração de emenda parlamentar do deputado distrital Agaciel Maia. Foram executados serviços de terraplenagem, imprimação e revestimento asfáltico nas pistas da Estrada São Bartolomeu e da Via das Harpias.

Desde o ano passado, o Caminho das Escolas pavimentou áreas próximas a cinco escolas, e pelo menos mais cinco estão em execução em 2022, totalizando 50 km de asfalto.

A chegada do asfalto até a porta da Escola Classe Alto Interlagos acaba com a poeira provocada pela passagem dos veículos

“As coisas têm acontecido no DF por conta dessa parceria exitosa entre Executivo, Câmara Legislativa e Câmara Federal. Ver o desenvolvimento dessa região com várias obras, as pessoas construindo suas casas, é o desenvolvimento chegando para o DF. Atendemos esse pedido e vamos asfaltar o 1,5 km restante”, afirma o governador Ibaneis Rocha.

“Fui aluna de escola rural e sei o tipo de dificuldade que uma escola sem asfalto na porta causa. Além da dificuldade física, você se sente menos valorizado” – Adriana da Rocha, diretora da Escola Classe Alto Interlagoss

Responsável pelo programa, o Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal (DER-DF) tem ainda 20 projetos de acessos elaborados aguardando recursos para asfaltar mais 150 km. Até agora, foram investidos R$ 57 milhões no Caminho das Escolas.

“Quando trazemos 1,5 km de asfalto para as crianças, isso nos traz uma felicidade imensa. É um primeiro trecho que liga o asfalto existente até a porta da escola, reforçando o nome desse projeto”, destaca o diretor-geral do DER-DF, Fauzi Nacfur Junior.

Diretora da Escola Classe Alto Interlagos, Adriana da Rocha mostra o quanto a obra é importante para os 175 alunos e servidores. “Fui aluna de escola rural e sei o tipo de dificuldade que uma escola sem asfalto na porta causa. Além da dificuldade física, você se sente menos valorizado. Afeta até a questão cognitiva, por você se sentir menos prestigiado. Vivi os dois lados e sei que os alunos veem essa obra com muita importância, pois se sentem assistidos”, garante.

 

Os acessos já executados foram feitos nas proximidades das escolas classe dos núcleos rurais de Lamarão (Paranoá), Cariru (Paranoá), Jardim II (Paranoá), Sonhém de Cima (Sobradinho) e Olhos d’Água (Taquari). Em 2022, a pavimentação chegará até as instituições no Lobeiral (Sobradinho), Catingueiro (Sobradinho), Almécegas (Brazlândia), Córrego do Ouro (Fercal) e Santa Helena (Sobradinho).

Quem também comemora a obra é o diretor administrativo e financeiro da Associação dos Produtores Rurais do Altiplano Leste de Brasília (Apralb), Jorge Dias. “Desde 2006, estávamos na luta para que esta área fosse asfaltada para facilitar o transporte dos produtos agrícolas que saem daqui e também para melhorar a chegada e a saída dos alunos até a escola. A comunidade está muito satisfeita”, assegura.

Agência Brasília

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

dez − dois =

Solve : *
24 ⁄ 6 =